Conheça o que é a RAE – Rede de Apoio à Escola

A Rede de Apoio à Escola (RAE) é um grupo formado por vários segmentos da sociedade que se reúnem para discutir e elaborar alternativas para melhorar a frequência/indisciplina/aprendizagem (entre outras situações) em prol do atendimento aos estudantes.

A RAE (Rede de Apoio à Escola) tem o objetivo de discutir alternativas para diminuir a evasão, a infrequência e o abandono escolar, fomentando uma revitalização escolar e familiar para que estes sejam erradicados. A iniciativa é abraçada com expectativa de mudar o cenário e fortalecer a união entre escola e família, a fim de que o ensino seja realmente o papel da escola, e não prover uma estrutura que é de responsabilidade da família.

A Rede de Apoio à Escola é o “coração da FICAI (Ficha de Comunicação do Aluno Infrequente)”, uma vez que o sucesso escolar e a educação de qualidade passam, obrigatoriamente, pela articulação da escola com a sociedade, através dos órgãos governamentais e não-governamentais que são chamados para interagirem com a comunidade escolar.

A FICAI e a RAE são utilizadas como instrumentos de apoio contra a evasão, infrequência e abandono escolar, fazendo parte do dia-a-dia das escolas do município. A preparação dada para iniciar o projeto da RAE dar-se-á de modo a explicar como funcionará a rede de apoio, principalmente.

Através de um termo de cooperação firmado em 2011, entre Ministério Público do Estado do Rio Grande do Sul, Secretaria Estadual de Educação, Conselho Estadual de Educação, Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente e outros órgãos relacionados à Educação, um processo de controle de abandono da escola foi iniciado. Desde 1997, a FICAI atua no Estado, com representação em mais de 460 Municípios, porém, a união do projeto com a RAE tem por objetivo reforçar a integração social.

O aluno está infrequente? A direção da escola, ou os professores, vão atrás do aluno para descobrir o que aconteceu e conversar com os pais para que a criança volte. Nesse meio tempo, a escola poderá situar-se do que está acontecendo com o aluno, e repassar na reunião da rede de apoio. A partir disso, serão discutidas soluções para o problema e a criança poderá ser direcionada para atendimento específico, caso seja necessário. Se o aluno não voltar para a escola, a mesma termina de preencher a FICAI, encaminha para o Conselho Tutelar e será responsabilidade do Conselho fazer com que o aluno retorne. Se isso não acontecer, irá para o Ministério Público.

RAE em Ibirubá

Em Ibirubá, a RAE foi criada em 20/03/2013, sendo constituída por representantes das entidades: Conselho Municipal de Educação, SECTD, CPM’s ou APM’s e Grêmios Estudantis de toda Rede de Ensino do município (Escolas Municipais, Estaduais, Rede Privada e Federal), Comdica, Conselho Tutelar, Promotoria Pública, Secretaria de Saúde, STASH, PIM, Associações de Bairros, Polícia Civil, Brigada Militar, Corpo de Bombeiros Misto de Ibirubá, ONG’s, Igrejas e Sobeni.

Desde a sua criação, a Rede tem a coordenação da professora Tatiane Schwanke Fontana Oliveira. “É como se fosse um conselho. É um grupo de pessoas de vários segmentos da sociedade, que se reúnem, a cada três meses, em prol de realizar uma proteção integral ao estudante, melhorando a aprendizagem, diminuindo a infrequência”, explicou Tatiane.

Magda Pimentel

Assessoria de Imprensa

imprensa@ibiruba.rs.gov.br

Administração 2017-2020