A primeira etapa do Programa Propriedade Segura tem a data limite de adesão no dia 14

O Programa de Georreferenciamento – Propriedade Segura está encerrando a primeira etapa para adesão dos moradores do interior. No dia 14/11, próxima quinta-feira, os cadastros que foram realizados serão inseridos no sistema de dados.

Segundo o chefe do escritório local da Emater/RS, o sistema de dados precisa ser atualizado com os cadastros daqueles que fizeram a adesão ao Programa. “Os equipamentos de GPS já foram adquiridos e serão configurados com as adesões realizadas até o momento e a codificação existente. Desta forma, se entrará em operação efetivamente”, declarou Oneide Kumm. Até o momento desta reportagem, a informação é que cerca de 40% dos pontos mapeados no interior fizeram a adesão ao Programa.

Após a data do dia 14/11, quem ainda desejar fazer a sua adesão poderá entrar em contato com a Secretaria de Agricultura do município e fazer a sua adesão normalmente, apresentando uma conta de luz para comprovação do endereço, informar os números de telefones de contatos da propriedade para ficarem registrados no sistema. “Entretanto, ainda não temos uma data definida para a integração dos novos adeptos ao sistema. Por isto, é urgencial que os interessados façam a sua adesão até o dia 14”, informou o secretário de Agricultura, Olindo de Campos.

Para estar integrado ao Programa, a adesão é essencial, bem como a colocação de uma placa padrão, na entrada da propriedade, com o código recebido pelo sistema para a identificação do local.

Mais informações, junto à Secretaria de Agricultura e no escritório local da Emater/RS-Ascar.

Entenda o Programa

O Programa de Georreferenciamento – Propriedade Segura tem a iniciativa da Emater/RS, o apoio da Administração Municipal de Ibirubá, das forças de Segurança do município (Brigada Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros Misto), dos Sindicatos, da Coprel e o aval do Conselho Municipal Agropecuário.

O Programa consiste em ter todos os caminhos (rotas) do município mapeados da cidade até o pátio das propriedades, criar um código a cada uma (ex: IBI 156) e, assim, diminuir o tempo-resposta de cada chamada por segurança, sinistro, saúde ou demais serviços necessários.

Magda Pimentel

Assessoria de Imprensa

imprensa@ibiruba.rs.gov.br

Administração 2017-2020